#1 Desabafo: Eu odeio multidões


Você já se programou pra ir em algum evento achando que seria super legal e quando chegou no evento estava super lotado, com aquela música barulhenta e se pergunto o que estava fazendo ali? Pois é, eu passei por isso esses dias e me lembrei do quanto eu odeio multidões, então decidi compartilhar minha experiência com vocês.

Nesse sábado (21/02) eu fui no Ano Novo Chinês que aconteceu no bairro da Liberdade aqui em São Paulo. Quem me chamou para ir foi meu noivo para ver a apresentação de Kung Fu dele, e como eu gosto bastante da cultura asiática, eu aceitei. O dia já tinha começado mal porque acordamos atrasados e tivemos que sair correndo, quando pegamos o ônibus ficamos mais ou menos uns 40 minutos parados no mesmo trecho da avenida, porque queimaram um ônibus próximo ao shopping (coisa que eu não entendo no que vai ajudar, mas tudo bem). Quando chegamos no evento (obviamente atrasados) o Sergio (meu noivo) saiu correndo para se apresentar e me deixou plantada lá no meio da multidão, e por uma coincidência do destino eu fiquei na frente desse dragão:



e para minha infelicidade, mesmo esse dragão sendo inflável, todo mundo queria tirar foto dele e toda hora vinha alguém pedindo pra eu sair da frente ou pra tirar a foto para a pessoa.
Eu confesso que não sou a pessoa mais agradável e  educada do mundo, mas tenho pavor de gente mal educada e um lugar lotado de gente sem educação é pra me deixar doente de tanta raiva. Todos aqueles estranhos me amassando e me cutucando toda hora para sair da frente do dragão estava me deixando tão irritada que eu estava a ponto de ir embora daquele lugar, quando chegou a hora da apresentação do Kung Fu, eu fiquei feliz por 5 segundos, porque logo começou a aparecer um monte de gente com 2 metros de altura na minha frente e eu não consegui enxergar quase nada e foi aí que eu me irritei de vez e quando finalmente meu noivo surgiu, ao invés de eu dar os parabéns pela apresentação dele, eu comecei a xingar e a falar um monte para ele (coitado!!), ele obviamente não teve culpa de eu ter ficado no meio da multidão, mas um conselho que dou para vocês é: se você tem um(a) namorado(a) com síndrome do pânico, não leve ele(a) para um lugar cheio e deixe ele(a) sozinho(a)! É sério, jamais faça isso. 
Fazia muito tempo que eu não saia de casa para ir em lugar cheio assim, então eu não lembrava como era ficar horas em pé com um monte de gente te apertando e cutucando, ou seja, tudo aquilo que eu achei que seria super legal e que eu ia comer tempurá feliz e contente sem gente me apertando, na verdade foi tudo um grande desastre e pra fechar com chave de ouro eu nem consegui ver a apresentação do meu noivo direito. :(  
Então é isso pessoal, esse é meu desabafo de hoje e se você também odeia multidões, comenta aí embaixo sua pior experiência em um lugar lotado, ou se você gosta de gente te apertando, comenta o que tem de legal nas multidões. KKK 

Beijooooooooooos ^-^
   

Aqui está o vídeo da apresentação de Kung Fu.

Share this: